Em Teófilo Otoni, exposição itinerante sobre superação da violência familiar recebe apoio da Prefeitura

Como uma das parceiras da Fundação Luterana de Diaconia (FLD) na realização do Encontro de Formação e Mostra Interativa pela Superação da Violência Nem tão Doce Lar, a Prefeitura está sendo representada efetivamente através das Secretarias de Economia Popular Solidária (Ecosol) e de Assistência Social. A iniciativa está em Teófilo Otoni desde a segunda-feira, 18/11, com duração até a quinta, 21.

 Nos dois primeiros dias, a temática foi discutida no Internato Rural através de oficinas junto ao público feminino da Ecosol e a profissionais da rede de atendimento a vítimas de violência doméstica. Foi em um desses encontros que a assessora da Secretaria de Ecosol, Maria Eliza Oliveira, conduziu a acolhida, uma dinâmica em grupo e discorreu sobre o empoderamento das mulheres e como a participação delas na economia solidária tem contribuído para a mobilização no cumprimento das leis e na defesa dos seus direitos. 

Em um outro momento, a secretária da pasta de Assistência Social, Eliane Moreira, juntamente com representantes de serviços especializados como CRAS, CREAS, Conselho Tutelar e Conselhos, participaram de um encontro de formação da rede na metodologia Nem tão Doce Lar. Na ocasião, a secretária destacou a importância de se fazer parcerias em ações que visem um melhor atendimento a pessoas em situação de vulnerabilidade. 

Para os dias 20 e 21, a proposta é a abordagem da violência familiar por meio de uma mostra interativa na Casa de Vidro da Praça Tiradentes, aberta à visitação das 8h30 às 18h30. A ideia é levar para o espaço público a réplica de uma casa familiar, com informações e imagens que denunciam a violência sofrida por mulheres, idosos, deficientes, crianças e adolescentes.

A Nem Tão Doce Lar, criada pela FLD de Porto Alegre-RS, é uma mostra itinerante e interativa, que busca popularizar o debate sobre a violência doméstica e familiar, na perspectiva de efetivação das políticas públicas, constituição de redes de apoio e empoderamento de grupos de mulheres.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *